Você Vai Ser Hackeado com Estas Senhas. Eis Como Corrigir Isso.

By February 23, 2015 Sem categoria No Comments

Já viu a lista da maioria das senhas comuns de 2014? São tão más como de costume, com palavras simples e padrões numéricos em abundância. A terrível “123456” toma a posição #1 como a senha mais usada de 2014:

1) 123456 2) password 3) 12345 4) 12345678 5) qwerty
6) 1234567890 7) 1234 8) baseball 9) dragon 10) football
11) 1234567 12) monkey 13) letmein 14) abc123 15) 111111
16) mustang 17) access 18) shadow 19) master 20) michael
21) superman 22) 696969 23) 123123 24) batman 25) trustno1

Por que é que estas senhas são tão más? Porque são palavras baseadas em dicionários, são facilmente hackeadas, e toda gente está a usá-las. Isso pode dever-se à ambivalência, à preguiça, ou ignorância, mas estas senhas são simplesmente perigosas.

Se você tem uma diferente senha para todos os site que se parece com isto: “4ESN5MC5%!Lsg9w”, então elogiamo-lo pela sua capacidade de gestão de senhas e você pode parar de ler agora. Mas se qualquer das suas senhas se parecer com “123456” ou “samantha21”, ou se você estiver a usar a mesma senha para mais de um website, este pode ser o conselho de segurança mais importante que você recebe este ano.

As senhas não têm que ser um agravamento diário. Elas não precisam de ser tão demoradas, também. Nós prometemos! Quer você seja um auto-proclamado “nativo digital” ou se simplesmente usa a tecnologia quando necessário, estes são passos que qualquer um pode tomar para tornar as senhas mais fáceis, melhorar a sua segurança on-line no processo, e recuperar o controle da sua vida on-line agora.

1. Faça a gestão de senhas uma prioridade.

Primeiro, você tem que tomar a decisão de querer ser mais esperto com as suas senhas. Perante a perspectiva de melhorar as suas senhas, muitos encolhem os ombros e pensam “Um hack é coisa que não me vai acontecer a mim” ou “Quem se importa se eles encontram a minha senha descartável”.

Se 2014 nos ensinou alguma coisa, o aumento da violação de dados e crimes cibernéticos significa que precisamos de tomar medidas sempre que possível para proteger a nossa identidade on-line. Comprometa-se a passar o tempo a melhorar acima as suas senhas e a começar a trabalhar com um sistema para as gerir.

2. Criar um processo para gerir senhas.

Se as senhas estiverem espalhadas em notas pegajosas, folhas de cálculo, e-mails, Google docs, e o seu gestor de senhas do navegador, é difícil manter registo dos sites em que tem uma conta, e que senhas tem usado para cada um desses sites.

Um gestor de senhas fornece um, lugar seguro para armazenar e gerir todas as suas senhas, nomes de utilizador, e outros pedaços de informação para a sua vida on-line (como respostas a essas incómodas perguntas de segurança).

Assim que escolher um gestor de senhas, fizer o download do software, e criar a sua conta, você pode organizar um sistema. Daqui para frente, você vai gravar todos os seus logins para o seu gestor de senhas. Quando se inscrever para novas contas, vai agora ter um processo para gerar uma senha forte, e, em seguida, gravar a nova conta para o seu gestor de senhas.

3. Auditar a força das suas senhas.

Depois de ter criado um processo para centralizar as suas senhas, você vai ser capaz de entender exatamente quantas contas você tem – e qual a realidade da sua situação de senhas. No LastPass, você pode executar a Verificação de Segurança (A partir do menu Ferramentas LastPass) para obter uma auditoria abrangente do seu cofre.

Os resultados irão mostrar-lhe não só quantos logins no total você tem no seu cofre (provavelmente mais do que pensa), mas também irá revelar quantas senhas fracas e senhas duplicadas ainda existem no seu cofre. Agora você pode começar a eliminar qualquer senha fraca baseada em dicionários, e substituí-las por novas, geradas, senhas únicas, uma para cada conta online.

4. Trabalhar para um objectivo.

Começar com um gestor de senhas como o LastPass irá certamente tornar mais fácil de lidar com as senhas, e irá simplificar a sua vida on-line. Não será exigido quase qualquer pensamento quando você aceder às suas contas. Ter um objetivo, é só, vai ajudá-lo a tirar o máximo proveito de uma ferramenta de gestão de senhas.

Talvez o seu objetivo seja não ter uma única senha duplicada. Ou atualizar todas as suas senhas para, pelo menos, 14 caracteres de comprimento, como os especialistas de segurança recomendam. Ou talvez você queira educar-se mais acerca da autenticação de dois fatores, e experimentá-la por si mesmo.

Depois de esclarecer como você gostaria de melhorar a sua segurança on-line, você vai ser capaz de tirar o máximo proveito das ferramentas disponíveis e trabalhar para alcançar esse objetivo.

A parte mais difícil é simplesmente começar.

A partir daí, você pode trabalhar ao seu próprio ritmo, construir com base nos conceitos básicos, e ao longo do tempo tirar proveito de tudo o que um gestor de senhas oferece para criar senhas mais fácil de lembrar, e para ter certeza que as suas senhas não estão na lista anual das senhas mais comuns.